Polícia

Nesta quinta-feira (02), a Polícia Civil finalizou o inquérito que investigou a morte do menino Rafael Mateus Winques, de 11 anos, que aconteceu no dia 15 de maio deste ano, em Planalto.

A mãe do menino, Alexandra Dougonkeski, 33 anos, foi indiciada por homicídio doloso qualificado; ocultação de cadáver e falsidade ideológica. O inquérito, que totalizou 1.370 páginas com quatro volumes e cinco anexos, será enviado ainda hoje para o Poder Judiciário.

O advogado Daniel Tonetto, santa-mariense com atuação destacada na área da advocacia criminal no Rio Grande do Sul, foi contratado pelo pai do menino Rafael Mateus Winques, para atuar como assistente de acusação.

“É um caso estarrecedor que abalou o Rio Grande do Sul. A Polícia Civil concluiu o seu trabalho com êxito e, agora, esperamos que a Justiça seja feita nos tribunais”, afirmou Tonetto.

Daniel Tonetto é advogado de acusação e foi contratado pelo pai do menino. Foto: Arquivo pessoal

 

Crédito da foto: PC/Divulgação