Os 15 pacientes vindos de Manaus, do Amazonas, chegaram em um avião da Força Aérea Brasileira, por volta das 21h, da noite de terça-feira (02), no Aeroporto de Santa Maria. De lá, eles foram encaminhados para uma ala isolada no Hospital Regional. Os manauras foram transportados por 17 ambulâncias das redes públicas e privada.

Dos 15 pacientes, oito são homens e sete mulheres. Todos passaram por nova triagem ao pousar, realizada pelo Departamento de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde, e foram imediatamente encaminhados para a área isolada no hospital conforme medidas de biossegurança. Eles ocuparão leitos clínicos, porém, caso algum apresente piora no quadro e precise de internação em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), poderá ser encaminhado ao Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM).

“Estamos tendo a oportunidade de devolver todo o amor e o carinho que o país teve com Santa Maria quando passamos pela Kiss, há oito anos. Agora, de forma extremamente organizada, estamos garantindo atendimento aos pacientes de Manaus sem descuidar daqueles que seguem em tratamento em Santa Maria e região”, afirmou o prefeito Jorge Pozzobom.

A chegada dos pacientes de fora do Estado não terá influência no modelo de Distanciamento Controlado na região de Santa Maria. O Estado conta com mais de 5 mil leitos clínicos para pacientes com menor gravidade.

A disponibilidade de leitos permitiu ao Estado, com a colaboração de hospitais públicos e da Prefeitura de Santa Maria, receber os enfermos de locais que apresentam colapso no sistema de saúde pública, como Manaus.

Fotos: Ariéli Ziegler/PMSM/Divulgação